domingo, janeiro 15, 2006

 

Indícios de Perseguição







Há conveniências muito convenientes.

Numa altura em que se sabe que o nome de Souto Moura não é quase tolerado por certas sensibilidades políticas recém-ofendidas, como PGR (não, o GR não tem ligação com a família de ninguém conhecido!), eis mais um caso a sujar (?) a cara do defunto.

Ai coitadinhas de tantas altas figuras da Nação (nenhum Pai da Nação, talvez?, ou um tiozinho ou um primo da dita?...) que foram "escutadas" pelas pidescas e conspiradoras forças judiciais deste País!

Sim, porque não me interessa o que AGORA se levanta como cortina de fumo.
Toda a gente sabe perfeitamente o que se disse a partir da manchete do 24 Horas (!!!!!!!!!!!!!!!!).

Mas afinal... Parece que "não foram bem escutadas", as tais figuronas.
Afinal apenas constavam de uma listagem de números de telefone!

E afinal, parece que as pidescas e conspiradoras forças judiciais deste País não pediram a resma de referências telefónicas que acabaram aos rebolões nas pedras da calçada (como toda a boa matéria em sede de sigiloso processo judicial nesta terra!).
Parece que foi a PT que resolveu dar uma borla aos investigadores e fornecer-lhes a resma de contactos de que mais tarde poderiam vir a necessitar, com todas aquelas maçadas de estar a repetir pedidos de cedência de informação, e tal...
Quem é amigo, quem é?

Amigo não é, de certeza, quem se apressou a dizer que o homem devia levar rodas, que já ia era atrasado, porque como se provou, ao falar a bílis não falou o bom-senso.

Ninguém que tenha esse bom-senso dirá que o PGR Souto Moura deixa grandes saudades, lá isso não...

Mas é muito diferente, isto, de armar barraca de tiro aos patos em defesa de uns "ai coitadinhos" porque o colorido o sugere e o entendimento não dá para mais.

Comments:
Quem ganhou com a fuga de informação? Não foi o PGR...
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?